Tráfico de seres humanos: campanhas

Campanha Coração Azul

Campanha Coração Azul

Em maio de 2013, o Ministério da Justiça e o Escritório de Ligação e Parceria do UNODC no Brasil lançaram a versão brasileira da Campanha Coração Azul contra o tráfico de pessoas. Com o slogan "Liberdade não se compra. Dignidade não se Vende. Denuncie o Trafico de Pessoas", a campanha busca mobilizar a sociedade brasileira contra esse crime.

Implementada pelo UNODC em outros 10 países, ela tem como símbolo o Coração Azul, que representa a tristeza das vítimas deste tipo de crime e lembra a insensibilidade daqueles que compram e vendem seres humanos. O uso da cor azul também demonstra o compromisso da ONU com o combate ao tráfico de pessoas.

A cantora Ivete Sangalo, nomeada pelo UNODC como Embaixadora Nacional da Boa Vontade para Prevenção e Combate ao Tráfico de Pessoas, participou do vídeo da campanha produzido pela Rede Globo.

Vídeo institucional da Campanha Coração Azul

 

 

Making of da Campanha Coração Azul

 

Todo mundo pode participar: ajude a promover a campanha em suas rede sociais e combata esse crime.

Campanha Coração Azul internacional no Facebook

Site internacional da Campanha Coração Azul

Siga o twitter da Campanha Coração Azul

 

Vídeos em português

O tráfico de pessoas está mais próximo do que você imagina

 

Vídeos em inglês

 

 

Campanha de prevenção ao tráfico de pessoas (Brasil, 2010)

Ministério da JustiçaComo apoio do UNODC, o Ministério da Justiça deu início no país à campanha de prevenção ao tráfico de pessoas. As principais revistas brasileiras já publicam alertas publicitários sobre os riscos de aliciamento por organizações criminosas.

Na primeira quinzena de fevereiro, diversos materiais informativos - incluindo a simulação de situações em que as vítimas são obrigadas a passar - serão distribuídos em locais estratégicos, como aeroportos e shopings.

Inicialmente foram escolhidas algumas cidades onde o problema é mais evidente para a campanha: Goiânia (GO), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Brasília (DF), Recife (PE), Belém (PA), Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE).

A campanha inclui, ainda, inserções publicitárias contra o tráfico de pessoas em programas de rádio e até em sistemas de mídia eletrônica de ônibus (bus TV), trens (linha direta) e no metrô de São Paulo.

Veja as peças da campanha

Ministério da Justiça* Caixa adesivada para esteiras rolantes do desembarque

* Totem

* Display para balcão de check-in

* Folheto Take one

* Folder passaporte

* Adesivo para banheiro feminino

* Calabouço