TERMO DE REFERÊNCIA

Posição: Assessor/a de Programa

Modalidade e nível contratual: Service Contract – SB 4/1

Salário mensal: BRL 7.994,081

Duração do contrato: 6 meses (com possibilidade de renovação de acordo com a avaliação de performance e a disponibilidade de fundos).   

Projeto relacionado: Projeto Tapajós/PEMS 

Supervisão: Especialista de Programa  

Idiomas necessários: Português

Local de atuação: Santarém, PA

Prazo para candidaturas: Até 29 de novembro de 2022 às 23h59 (horário de Brasília) 

1Para além desse valor, a pessoa que ocupar o cargo recebe montante adicional para contribuição de seguridade social (INSS). Seguro saúde internacional CIGNA também é incluso como benefício da vaga.

Objetivo

Conduzir o processo seletivo de pessoa para assumir o posto de Assessor/a de Programa em conexão à implementação dos projetos do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) no Brasil na temática de tráfico de pessoas. 

Contexto organizacional

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) é a entidade das Nações Unidas responsável pela luta contra as drogas ilícitas e o crime transnacional. O Escritório presta cooperação técnica aos Estados membros da ONU nas áreas de controle de drogas e prevenção do crime, incluindo prevenção e controle do crime organizado, corrupção, lavagem de dinheiro, tráfico de pessoas, contrabando de migrantes e terrorismo, entre outros crimes, com base no respeito aos direitos humanos e padrões internacionais.  

Nesse contexto, a pessoa que assumir o posto de Assessor/a de Programa irá assistir o/a Especialista de Programa na implementação do projeto plurianual focado no estudo de condições de trabalho no setor de mineração de ouro no Estado do Pará, Brasil, em consulta com atores brasileiros, estatais e não estatais, e parceiros internacionais, assegurando que as atividades de campo sejam implementadas de acordo com o documento de projeto. A pessoa selecionada auxiliará nas atividades de pesquisas e atividades de campo e escritório destinadas a melhorar a compreensão das condições de trabalho no setor da mineração de ouro, com foco na área do Tapajós.

O posto de Assessor/a de Programa estará localizado em Santarém, no estado do Pará, Brasil, no Escritório Nacional do UNODC no Brasil (LPOBRA). Sob a orientação geral da Representante do UNODC no Brasil, o/a Assessor/a do Projeto trabalhará sob a supervisão direta do Especialista de Programa do Projeto Tapajós. A posição pode exigir viagens significativas no país e na região. 

Principais atribuições e objetivos esperados

Dentro da autoridade atribuída, a pessoa selecionada desempenhará as seguintes funções específicas:

  • Colaborar com o/a Especialista de Programa e Coordenador/a do Programa na implementação de todas as atividades do projeto; 
  • Cooperar com o governo, instituições de justiça e segurança pública, profissionais e especialistas do setor para implementar as atividades do projeto; 
  • Auxiliar no funcionamento do Comitê Diretivo do Projeto e do Conselho Consultivo de Pesquisa; 
  • Apoiar a elaboração de documentos relevantes de projetos do UNODC Brasil, desenvolvidos a partir de contribuições recebidas da equipe do UNODC, de parceiros e de contrapartes; 
  • Participar e apoiar a realização de reuniões de gerenciamento de projeto e de trabalho; 
  • Auxiliar nas funções administrativas, gerenciais, técnicas e de supervisão do projeto, garantindo a implementação adequada de acordo com o plano de trabalho aprovado; 
  • Fornecer suporte na direção estratégica e técnica para o planejamento, monitoramento e avaliação de projetos; também identificando, mitigando e monitorando os riscos do projeto; 
  • Auxiliar na supervisão de todos os aspectos operacionais relacionados às atividades de campo; 
  • Preparar relatórios narrativos e documentos técnicos relacionados à implementação e progresso do projeto no campo; 
  • Realizar missões no país e, conforme necessário, na região;  
  • Redigir relatórios de progresso e entrega regularmente;  
  • Desempenhar outras tarefas conforme necessário.  

Indicadores e Avaliação de Performance

O trabalho da pessoa selecionada para o cargo será avaliado em função da sua capacidade e qualidade no desempenho das funções e objetivos indicados na seção anterior. Nos primeiros dois meses de trabalho, será realizada uma reunião com seu supervisor direto, a fim de alinhar essas atribuições e os demais resultados esperados. Este tempo também será utilizado para familiarizar o contratado com os mecanismos e critérios de avaliação de desempenho. As decisões sobre possíveis renovações de contrato podem ser feitas com base nas informações dessas reuniões.

Competências necessárias

  • Integridade;
  • Profissionalismo;
  • Respeito à diversidade/igualdade de gênero;
  • Trabalho em equipe;
  • Planejamento e organização;
  • Comunicação;
  • Atenção e conhecimento tecnológico;
  • Responsabilização (accountability);
  • Criatividade;
  • Orientação para o cliente;
  • Comprometimento com aprendizado contínuo;

Qualificações 

Obrigatórias

  1. Pós-graduação (lato ou stricto sensu) completa em ciências sociais e comportamentais (direito, ciência política, ciências sociais, psicologia, relações internacionais, direitos humanos ou áreas afins). Diploma de Bacharelado em áreas semelhantes, em combinação a quatro anos de experiência adicionais ao tempo mínimo requerido abaixo, poderá ser aceito em substituição ao diploma de pós-graduação; 
  2. 4 anos de experiência profissional relevante para o posto;
  3. Domínio do português;  
  4. Nacionalidade brasileira ou autorização legal para trabalhar no Brasil.

Diferenciais 

  • Domínio do inglês;  
  • A experiência de trabalho em projetos na região Amazônica nas áreas temáticas do projeto será considerada um diferencial; 
  • A experiência de trabalho com iniciativas relacionadas ao tema de redução do trabalho forçado, direitos humanos, mineração e questões socioambientais será considerada um diferencial.  

Como se aplicar para o posto

Pessoas interessadas terão até 23h59 (horário de Brasília) do dia 29 de novembro de 2022 para:   

  1. Enviar carta de motivação e formulário P11 para o e-mail unodc-brazil.recrutamento@un.org com o assunto “Assessor/a de Programa – [NOME DA PESSOA]”.   
    • A carta de motivação deverá ter no máximo 1 página. O arquivo deverá ser nomeado de acordo com o seguinte modelo: “Carta - seu nome e seu sobrenome”;
    • O formulário P11 deverá ser enviado necessariamente seguindo a versão do documento que pode ser encontrada clicando aqui;
    • O formulário P11 deve ser preenchido por completo e assinado ao final. O arquivo deverá ser nomeado de acordo com o seguinte modelo: “P11 - seu nome e seu sobrenome”.
  2. Responder o formulário de inscrição que pode ser acessado clicando aqui.

Dentre as candidaturas válidas de acordo com as qualificações obrigatórias, uma lista curta de pessoas que melhor pontuem conforme as qualificações diferenciais serão convidadas a participar de avaliação de conhecimentos e de entrevista, em dias e horários a serem posteriormente sugeridos e informados pelo UNODC.

Observações finais

Confirmações de recebimento de inscrições não poderão ser disponibilizadas.

Apenas as pessoas qualificadas para as fases de avaliação de conhecimento e de entrevista serão contatadas. Caso não receba comunicação nossa em até 60 dias após o prazo de inscrições, considere que sua candidatura foi desqualificada no processo.

Este posto requer dedicação exclusiva a suas funções. Quaisquer intenções de acumular outras atividades com o posto a que se refere esta seleção deverão ser notificadas ao UNODC, cabendo a esta organização em conjunto com outras instituições pertinentes definir se admitem a sobreposição de trabalhos. Isto se aplica para atividades remuneradas e não remuneradas.

Nas Nações Unidas, a consideração primordial no recrutamento e contratação de funcionários é a necessidade de garantir os mais altos padrões de eficiência, competência e integridade, levando em consideração a diversidade geográfica. Todas as decisões de emprego são tomadas com base nas qualificações e nas necessidades organizacionais. As Nações Unidas estão comprometidas em criar um ambiente diverso e inclusivo de respeito mútuo. As Nações Unidas recrutam e empregam funcionários independentemente de identidade de gênero, orientação sexual, raça, religião, cultura, etnia ou deficiência. Pode ser fornecida acomodação razoável para pessoas candidatas com deficiência para apoiar a participação no processo de recrutamento, quando solicitado e indicado na inscrição.

O UNODC está empenhado em alcançar a diversidade da força de trabalho em termos de gênero, nacionalidade e cultura. Os indivíduos de grupos minoritários, grupos indígenas e pessoas com deficiência são igualmente encorajados a se candidatar. Todas as candidaturas serão tratadas com a mais estrita confidencialidade.

O UNODC não tolera exploração e abuso sexual, qualquer tipo de assédio, incluindo assédio sexual, e discriminação. Todos as candidaturas selecionadas serão, por conseguinte, submetidas a rigorosos controles de referência e de antecedentes. 

O Secretariado das Nações Unidas está comprometido em alcançar equilíbrio de gênero 50/50 em sua equipe. Por este motivo, candidatas são fortemente encorajadas a se aplicar a esta posição.