Este módulo é um recurso para professores 

 

Avaliação dos Alunos

 

Esta secção fornece uma proposta de trabalho para realizar após a aula com o objetivo de avaliar a compreensão dos estudantes sobre o Módulo 1. As sugestões de tarefas pré-aula ou a realizar durante a aula encontram-se na secção “Exercícios”.

Recomenda-se a realização desta breve tarefa de redação: escrever um trabalho de pesquisa de 1.500 palavras, abordando um caso real de corrupção. O ensaio deve descrever o comportamento que o ato corrupto implica, discutir a definição (ou definições) de corrupção que melhor se encaixa no caso, descrever os efeitos que a conduta corrupta teve ou é provável que venha a ter e mobilizar, pelo menos, duas abordagens diferentes (económica, moral, jurídica, etc.) para analisar a situação. Os estudantes devem mobilizar, de forma resumida, as abordagens económica, política, jurídica ou moral para abordar a corrupção ou focar-se – se assim se justificar – em algum outro aspeto relevante. Os exemplos de casos de corrupção são comummente relatados nos jornais da maioria dos países do mundo, mas, se apropriado, os estudantes são também incentivados a entrevistar pessoas que tenham sido afetadas por escândalos de corrupção. De todas as formas, os estudantes podem escolher entre um escândalo de corrupção ou um caso pouco conhecido. O objetivo é que apliquem os conhecimentos apreendidos neste Módulo 1 sobre o conceito de corrupção, os diferentes tipos e efeitos da mesma, bem como as distintas abordagens multidisciplinares que a visam compreender.

Como alternativa, a avaliação dos estudantes poderá ser feita encarregando-os de gravar um vídeo de uma espécie de TED talk, no qual abordam os seguintes tópicos:

  • Os índices de corrupção baseados na perceção encontram-se desatualizados e são inadequados para medir os níveis do fenómeno em alguns países.
  • Uma das maiores limitações da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção (UNCAC) é que não criminaliza o compadrio, o clientelismo e o nepotismo.
  • Não existem diferenças significativas entre as diferentes formas de corrupção (i.e. suborno, peculato, tráfico de influências, abuso de poder, enriquecimento ilícito).
 
Seguinte: Materiais de ensino adicionais
Regressar ao início